Agentes penitenciários barram entrada de celulares

Agentes penitenciários barram entrada de celulares

Inúmeras formas de entrar com aparelhos celulares na Casa de Detenção de Jaru nos últimos dias, felizmente têm sido evitadas pelos agentes penitenciários.

No caso mais recente de entrada com celulares no presídio foi utilizado um chinelo que continha um celular desmontado na sola e que foi deixado no Fórum para que o preso que estava sendo julgado o calçasse e fosse com ele até o presídio novamente.

Mas, nesta sexta-feira (21-10) o aparelho de Raio-X do presidio detectou a presença de algo estranho dentre os utensílios e equipamentos que seriam usados na produção de artesanato dos presos. Ao ver a anormalidade de objetos, os agentes penitenciários os abriram e acharam dois aparelho celulares.

Os quatro presos que iriam receber as encomendas estão sendo investigados e suas esposas foram detidas e tiveram de se apresentar a Delegacia de Polícia Civil.

Raio-X detectando celulares dentro de objetos
Raio-X do presídio detectando corpos estanhos dentro de objetos detinados aos presos.

 

 Celulares apreendidos em penitenciária.
Celulares encontrados dentro de objetos destinados aos presos.