Mulher é baleada na testa, mas munição não perfura crânio

Mulher é baleada na testa, mas munição não perfura crânio

Uma mulher de 32 anos foi baleada na testa, neste domingo (17), em uma casa de Vilhena(RO), região do Cone Sul. Á Polícia Militar (PM), a vítima contou que foi acordada com um forte impacto na testa e um estampido de arma de fogo. Os militares acreditam que a munição tenha apresentado problemas ao ser disparada, pois não perfurou o crânio da mulher. O suspeito do crime não foi identificado.

Segundo boletim de ocorrência, a PM foi chamada ao Hospital Regional, pois uma mulher baleada tinha dado entrada na unidade. Ela contou aos militares que estava dormindo em uma residência, quando foi despertada com o disparo. A mulher não soube passar informações precisas do local onde estava no momento do crime ou do proprietário da casa.

Ela disse também que, após ser baleada na testa, saiu na rua pedindo socorro e foi amparada por uma pessoa não identificada. O morador levou a mulher até a casa de um familiar, no Bairro Cristo Rei, onde aguardou o Corpo de Bombeiros.

De acordo com a corporação, a mulher foi atendida com uma pequena perfuração na testa e sangramento na boca. Conforme o registro da PM, o ferimento na testa aparentava ser superficial, mas a mulher iria passar por exames para averiguar a situação.

Não foi possível precisar o calibre da arma utilizada. O hospital não informou o estado de saúde da mulher. O familiar que recebeu a vítima contou à polícia que ela é usuária de drogas e estava recebendo ameaças. Já a mulher alegou que não tinha desafetos. A Polícia Civil deve investigar o caso

Mulher é baleada na testa, mas munição não perfura crânio